Seg, 26 de Outubro de 2015 13:48

Salão da Mulher devolve a Curitiba fama de cidade-termômetro

Evento será inaugurado nesta sexta-feira (30), no Expo Renault Barigui, com a missão de testar produtos que devem ser lançados no mercado nacional


O luxo e a originalidade das peças do ourives italiano Antonio Caravello estão entre as atrações do Salão da Mulher, que volta ao pavilhão de exposições do Barigui. 

Em seus dez dias de realização, o Salão da Mulher, de 30 de outubro a 8 de novembro, no Expo Renault Barigui, Curitiba, assume uma missão ao mesmo árdua e prazerosa. Atender, de um lado, as expectativas de um público exigente, a chamada ‘geração shopping’, e de outro, devolver a Curitiba, a fama de cidade-termômetro de produtos. Uma espécie de laboratório de consumo que testa aqui o que, em breve, estará nas gôndolas dos supermercados, nas vitrines dos magazines ou nas lojas-conceito das grandes grifes do país.

Assim, a Diretriz, empresa organizadora do evento, quer fazer do Salão da Mulher uma plataforma de lançamento de produtos e serviços que podem ou não ganhar outras capitais do país e do mundo. A depender do aval da cidade-teste, marca que fez a fama de Curitiba nas décadas de 80 e 90.

“Se um produto passar no teste do gosto do curitibano, podem lançá-lo no país todo que dará certo”, escreveu certa vez o economista José Pio Martins.

A condição de termômetro de consumo da capital, vale lembrar, está ligada intimamente ao perfil da mulher curitibana, sempre exigente e atualizada com as novas tendências da moda, da beleza, da decoração, dos acessórios e de tudo que gira em torno desse mundo. A missão do Salão da Mulher é, portanto, recuperar o prestígio conquistado ao longo de suas edições anteriores, ainda que separadas pelo hiato de uma década.

“O Salão da Mulher foi, ao longo de muitos anos, responsável por criar a ‘cultura das feiras’ na capital paranaense. Foi ele também o responsável por influenciar as decisões de compras de gerações de mulheres curitibanas, por isso o seu caráter de termômetro, de laboratório para novos produtos e novas tendências”, diz Cassio Dresch, diretor comercial da Diretriz.

Entre os objetos de desejo que estarão de volta ao Salão da Mulher, em sua novíssima edição, estão itens de moda, beleza, saúde, estética, entretenimento, serviços, artigos de uso pessoal, utilitários domésticos, gastronomia, além de uma extensa programação que inclui desfiles, cursos e palestras.

Para atender melhor o visitante, o Salão da Mulher será inaugurado nesta sexta-feira, às 15 horas, e terá horários especiais nos dois fins de semana que completam o calendário do evento. Sábados, das 14h às 22h. Domingos, das 14h às 21h. Nos demais dias, das 15h às 22h.

O pavilhão do Expo Renault Barigui, palco do evento, possui 7 mil metros quadrados e foi construído a partir de um conceito moderno de sustentabilidade, ventilação natural e visão panorâmica. Mais informações pelo site www.artesanatodiretriz.com.br ou através do telefone (41) 3075-1143 e do email Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. .