Qui, 06 de Agosto de 2015 13:45

Com 15 mil visitantes, Metal Mecânica de Maringá confirma expectativa de bons negócios

Para expositores, evento deve se tornar o maior do setor industrial na Região Sul do Brasil


Pavilhão Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro, onde foi realizada a 11ª edição da Feira - Metal Mecânica de Maringá: novidades de mais de 200 marcas expositoras.


“Além dos nossos produtos, apostamos na confiabilidade, já que nossa empresa está há mais de 20 anos no mercado. Valeu a pena participar”
Érica Antunes
Sócia da Soldox

“Conseguimos ampliar consideravelmente nosso número de contatos, não apenas com visitantes da feira, mas também com os próprios expositores”
Fernando Finger
Sócio-proprietário da Tecnofinger

“A expectativa é que, em breve, a feira se torne o maior evento do setor industrial na Região Sul do Brasil”
Wilson Quinteiro
Diretor de Operações do BRDE

“A feira apresentou marcas e tecnologias que vão além de maquinários e equipamentos e proporcionam maior eficiência às indústrias”
Carlos Walter Martins Pedro
Empresário e presidente do Sindimetal Maringá

“Foi uma oportunidade para a troca de informações tecnológicas oferecidas e também procuradas pelas plantas fabris das regiões Norte e Noroeste do Paraná”
Cassio Dresch
Diretor comercial da Diretriz


Cerca de 15 mil visitante estiveram presentes na 11ª edição da Feira Metal Mecânica, realizada entre os dias 29 de julho e 1º de agosto no Parque Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro, em Maringá, município do Noroeste do Paraná.

Durante quatro dias, visitantes profissionais vindos de mais de cem municípios do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Rio Grande do Sul tiveram a oportunidade de conhecer as novidades e produtos de mais de 200 marcas industriais do setor de usinagem, soldagem, corte e conformação, manutenção, automação, gestão e engenharia, construção, automobilismo e máquinas e ferramentas.

Os expositores confirmam os bons negócios. Participando pela segunda vez da Metal Mecânica, a sócia da Soldox, Érica Antunes, diz que fechou algumas vendas e espera concretizar outras nas próximas semanas. Ela conta que apresentou na feira um aparelho que gera economia de gás e acompanhamento de desperdício, o que fez sucesso entre os visitantes. “Além dos nossos produtos, apostamos na confiabilidade, já que nossa empresa está há mais de 20 anos no mercado. Valeu a pena participar”. O número de visitantes no estande foi tão grande que Érica precisou imprimir mais cupons para o sorteio de uma máscara eletrônica entre os que estiveram no espaço. Ela calcula que foram preenchidos mais de 800 cupons, isso sem contar os visitantes que não fizeram questão de concorrer ao prêmio.

Há um ano no mercado, a Tecnofinger também se mostrou satisfeita com a participação. Foi a primeira vez que a empresa de São Miguel do Oeste, em Santa Catarina, participou de uma feira. No estande, a empresa apresentou um dos cinco modelos de mesa de corte CNC. O produto teve o preço reduzido na Metal Mecânica, de R$ 62,5 mil para R$ 55,9 mil, e atraiu a atenção de um cliente do Paraguai que comprou o equipamento para pronta entrega. Fernando Finger, sócio-proprietário da empresa catarinense, diz que espera concretizar vendas de pelo menos R$ 200 mil no pós-evento.

“Em um contexto geral, o evento foi produtivo. Agora basta trabalhar para terminar de colher o que foi semeado. Conseguimos ampliar consideravelmente nosso número de contatos, não apenas com visitantes da feira, mas também com os próprios expositores”, diz Finger.

O diretor de Operações do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Wilson Quinteiro, que participou de rodadas de negócios durante o evento, elogiou a tradição da Metal Mecânica na região. “A expectativa é que, em breve, a feira se torne o maior evento do setor industrial na Região Sul do Brasil”.

Para o presidente do Sindimetal Maringá, Carlos Walter Martins Pedro, a Metal Mecânica reuniu um público qualificado, apresentando marcas e tecnologias que vão além de maquinários e equipamentos e proporcionam maior eficiência às indústrias.

Já Cassio Dresch, diretor comercial da Diretriz, empresa que promove o evento em parceria com o Sindimetal, diz que a feira confirmou as expectativas e apresentou uma plataforma industrial bastante diversificada aos visitantes.

“A abreviação da distância entre demandadores e ofertadores de soluções tecnológicas atingiu seu pico com a realização da 11ª edição da Metal Mecânica. Foi uma oportunidade para a troca de informações tecnológicas oferecidas e também procuradas pelas plantas fabris das regiões Norte e Noroeste do Paraná”.

Realizada sempre em anos ímpares, a Metal Mecânica de Maringá ofereceu ainda aos visitantes palestras com temas diversos, entre os quais a formação de preço de venda para exportação, comunicação digital e técnicas de engajamento de funcionários às empresas. A próxima edição da feira acontece em 2017. (Com assessoria Sindimetal).